Sem dúvida

Sem dúvida.jpg

Tudo ter não dá p’ra sonhar

Conclusão feita à medida

Nada ter dá para almejar

Sem dúvida um sonho de vida

 

Temos que o sonho viver

Ou quem sabe o pesadelo

Desde aqui até morrer

Tudo irá sair do pêlo

 

Que é o teu, não é do cão

Nem tão pouco do camelo

Sabendo-nos todos iguais

 

Vejo muitos que o não são

Mesmo assim o sonho é belo

P’ra uns menos e outros mais.

publicado por poetazarolho às 00:09 | link do post | comentar