Reflexos de vaidade

Reflexos de vaidade.jpg

E chegados ao coliseu

Tudo ficou em equação

Aquilo que se prometeu

Não integrou a solução

 

Pois muito do que se deu

Não passou de circo e pão

No epílogo tudo ardeu

Excepto a formulação

 

Da forma de ser romana

Onde se faz jus ao critério

De ver os egos reflectidos

 

Espelho da vaidade humana

Que perdura além império

Em impérios renascidos.

publicado por poetazarolho às 02:11 | link do post | comentar