Porque sou humanidade

Porque sou humanidade.jpg

Este inferno que é meu

Porque sou humanidade

Onde alguém não percebeu

Que ficou sem dignidade

 

Seja religioso ou seja ateu

Não compre essa verdade

Seja da nobreza ou plebeu

Não cerre olhos à atrocidade

 

Não comprometa o desafio

Ofereça esperança e amor

Sem procurar recompensa

 

Caminhe sobre as águas do rio

Nessa verdade que sendo maior

Se sobrepõe a toda a crença.

publicado por poetazarolho às 02:02 | link do post | comentar