Pariu-se a confusão

Pariu-se a confusão.jpg

Grande era o firmamento

Enorme era o universo

Gigante era o pensamento

Mas depois pariu um verso

 

P’ra que pudesse ser lido

E não fosse enfraquecendo

O verso assim parido

Lá se foi engrandecendo

 

Tornou-se depois poesia

Mais tarde virou canção

Chegando a ser literatura

 

Mas lá para o fim do dia

Instalou-se a confusão

Que ainda hoje perdura.

publicado por poetazarolho às 23:53 | link do post | comentar