Menos que nada

Menos que nada.jpg

Ética é arte, é poesia

Com sentido d’elevação

Esquecida no dia a dia

Em favor da corrupção

 

Mas a ética não sabia

Desta triste situação

Por tal se comprometera

Com os desígnios da nação

 

E a nação não adivinhava

Este divórcio acintoso

A que a ética era forçada

 

Assim a corrupção s’instalava

E com seu sentido odioso

Fazia da ética menos que nada.

publicado por poetazarolho às 22:01 | link do post | comentar