Inconsequente

Inconsequente.jpg

Todos querem ter razão

Na razão inexistente

Ninguém aceita sanção

A culpa é inconsequente

 

À boleia da corrupção

Tudo mama minha gente

Desta triste encenação

Espectáculo é deprimente

 

Mas tudo termina bem

Lá pelo sul a bronzear

Sem que haja demissões

 

E a seguir como convém

P’ro espectáculo animar

Chegam novas eleições.

publicado por poetazarolho às 00:19 | link do post | comentar