Esquecimento

Esquecimento.jpg

Esqueci-me de morrer

E agora cheiro mal

Já não consigo viver

Com este pivete letal

 

Vou telefonar ao além

P’ra encomendar a alma

E possa levar-me também

Ao morrer da tarde calma

 

Parto assim já a seguir

Refeito do esquecimento

Extravasei o meu papel

 

Mas a morte vou cumprir

Em jeito de cumprimento

Adeus ó mundo cruel.

 

publicado por poetazarolho às 00:03 | link do post | comentar