Entupimentos

Entupimentos.jpg

Porquê a felicidade?
Se a infelicidade podes ter!
Porquê a tua cidade?
Se no campo podes viver!

 

Para quê tanta capacidade?

Se vês a incapacidade vencer!

Para quê tanta verdade?

Com a mentira a florescer!

 

Por onde vais realidade?

Se te atropela o virtual

Se te aprisiona o ruído

 

Pensando bem, na verdade

Nunca me poderei dar mal

Tenho o cérebro entupido.

publicado por poetazarolho às 23:55 | link do post | comentar