App do amor

App do amor.jpg

Tenho uma app do amor

E tenho outra da união

Procura-se investidor

P’ra ter o mundo na mão

 

Não antevejo dissabor

Só negócio em ascensão

Como bom empreendedor

De smartphone na mão

 

E ninguém pode dizer não

À conspurcada realidade

Pois é a realidade actual

 

App do amor sem emoção

Reveladora da modernidade

Esta modernidade fatal.

publicado por poetazarolho às 04:49 | link do post | comentar